Bem-vindos ao meu espaço...


Acerca de mim

A minha foto
Apenas eu... a liberdade de ser eu própria a loucura de poder correr, saltar, brincar vivendo um dia como se fosse uma Vida inteira a rebeldia, selvagem, livre, de viver a Vida com toda a fantasia desprendida de rédeas, limites ou barreiras e solta correr livremente com toda a força que me é permitida... Fotografia - aquilo que sinto!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Sim, entendo!

Sim, entendo, há períodos tão difíceis, é Natal, tempo de festa, alegria, estar com a família...
tempo de paz - e a solidão? e a falta de afecto, compreensão e mesmo de aceitação de todos aqueles que por uma ou outra razão se sentem isolados, à margem da sociedade?
Entendo, talvez há muito tempo atrás não compreendesse como pessoas tão jovens, dotadas de todas as suas capacidades físicas, com tudo para lutar se preciso fosse contra um mundo inteiro, se deixavam "levar" por caminhos tão diferentes, tão sombrios...
Sim, entendo a revolta, sim entendo a solidão, sim entendo a frustação de querer e não ter mais forças, a tristeza, sim entendo a dor de Alma!
Entendo, mas não aceito... entendo e por esse motivo vou continuar a acreditar que tudo não passa de maus momentos, fases de apendizagem, alturas mesmo em que o desespero faz parte do crescimento intelectual, do crescimento espiritual de cada ser nesta passagem que é a Vida!

5 comentários:

Helena Paixão disse...

Concordo contigo Ana. Tudo na vida, por muito que doa, tem uma finalidade, um sentido, que a maioria das vezes só muitos anos mais tarde, quando a dor foi ultrapassada e crescemos interiormente, conseguimos entender.
Lindas as tuas palavras!

Bjs e bom fds :-)

Lenita Nabais disse...

Linda a tua mensagem, o teu sentir! Por vezes é difícil entendermos o que vai no íntimo de cada ser humano! Uma foto tocante e mensagem de uma pessoa sensível, que és tu! Obrigada, Ana, por partilhares estes teus sentimentos! Abracinho e feliz Natal:)

Nuno de Sousa disse...

Que dizer mais as duas Leninhas disseram tudo :-)

Feliz ano de 2009 para ti amiga e que ele te traga o que mais desejas principalmente saúde, amor e alegria.
Bjs grandes deste amigo,
Nuno de Sousa

Rui disse...

Sim entendo Ana um trabalho lindo, como só tu miga, por outro lado também a entendo a éla, a moça da fotojá a vi em setubal várias vezes,penso que só assim éla poderá ser éla mesmo, tem que se ter coragem neste mundo para se poder ser nós próprios, éla tem e admiro-a muito por isso, escolheu os amigos mais fieis para companhia,talvez por desilusão, talvez tenha pensado apenas em aplicar a sua própria inteligência e tenha tido a coragem de dizer basta, basta de mentiras ,basta de injustiças ,basta de promessas falsa,basta de comandos de regras e leis e de conversa fiada, sim talvez éla tenha reconheçido que nunca um cão a vai meter na rua, nunca um cão lhe vai oferecer um crédito para que fique dependente deles e alimente as ganâncias da sociedade, nunca um cão irá dizer, que éla não presta , admiro muito a coragem que éla teve em apenas ser aquilo que é um ser vivo e inteligente soficiente para não se deixar cegar pela ganância do poder .Admiro-a Beijinhos miga Rui J Santos

Maria disse...

Olá Ana,

Para além de arepiante, é um registo excelente! Há dias estive a conversar com eles... Depois vês o resultado!

Um beijo cheio de saudades :)